Receba o meu conteúdo GRATUITAMENTE

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Conhecendo uma Impressora 3D





A impressora 3D já é uma tecnologia bastante madura e existem vários tipos para determinados cenários e usos. Também há uma infinidade de meios de utilização, modelos para impressão de kits de robótica, projetos de bonecos de jogos, além de chocolates, até casas. 
Portanto, vamos conhecer os tipos de impressão e como estas máquinas funcionam:


Extrusão

É o método mais comum de impressão tridimensional, presente nas impressoras com preço mais acessível. Elas funcionam seguindo orientações de um arquivo de impressão e a partir de um extrusor que libera camadas de plástico que ficam maleáveis após aquecidas. Um dos problemas desse tipo de impressora é a baixa resolução e o tempo de impressão, que é maior. 


FLP
Consiste em uma variação do tipo extrusão, que corrige algumas falhas por utilizar plásticos de melhor qualidade, sendo muito útil para prototipagem em indústrias.


Estereolitografia
Este tipo de impressora trabalha com laser e um tipo de resina líquida. Ela funciona da seguinte maneira: seguindo orientações de um arquivo, o laser ultravioleta endurece a resina em determinados pontos. Este é um processo gradativo em camadas e é um dos melhores métodos de impressão. Porém, possui uma limitação devido a fragilidade do produto final.


DLP
É uma variação da técnica Estereolitografia na qual é utilizada uma fonte de luz que, diferente do processo em camadas do laser, o enrijecimento é feito de uma só vez. Possui os mesmos problemas da técnica anterior.






SLS


Neste método, utiliza-se lasers poderosos que fundem camadas de pó, fazendo a varredura, podendo trabalhar com diversos tipos de materiais, como cerâmica, alumínio, nylon e até vidro.



Confira mais detalhes no vídeo!