Recents in Beach


Receba o meu conteúdo GRATUITAMENTE


Arduino 2.0

 


    Depois de uma longa espera foi lançado a versão Beta. Essa versão 2.0 da IDE do Arduino é mais rápida e mais poderosa. Além de contar com um novo editor, mais moderno, interface mais responsiva, recursos como autocompletar, navegação de código e até mesmo um debugger em tempo real.

INTENÇÕES DESTE POST

  • Apresentar o Arduino IDE 2.0 Beta
  • Definir RAD, IDE  e Editor

Uma observação importante, a IDE 2.0 ainda está em fase Beta, ou seja está quase completa mas ainda podem ocorrer algumas falhas. 

Caso tenha interesse em baixá-la, basta acessar o site da Arduino AQUI e realizar o download da versão 2.0.

Mas vamos lá, esse não é um Review comum, eu posiciono onde o Arduino 2.0 se encontra na "régua" tecnológica quanto aos recursos e facilidade de uso.

 

Sim! Ele tem auto completar e mais uma miríades de recursos herdados do Theia Electron e do VS Code.


Mas então, porque eu deveria usar o Arduino IDE 2.0 se o VS Code com plugin faz a mesma coisa ?


    Primeiro porque os iniciantes não acham fácil usar o VS Code.

    Segundo que no VS Code temos que instalar um Plugin, o PlatformIO. A fundação Arduino não queria que seu destino ficasse na mão dos outros, e eu entendo eles.

    Terceiro, em tecnologia um dia você acorda pela manhã e não existe mais aquele querido Software Open que você amava.

    Quarto, IDE boa é aquela que você instala e com apenas 1 e somente 1 clique ela compila e debuga alegremente. E nisso tenho que tirar o chapéu para o C# no ambiente do Visual Studio da Microsoft 2019 não estou falando do "VS Code".

    Quinto nós temos mais o que fazer na vida e temos muito trabalho para ser feito com valores caríssimos de homem/hora para termos que ficar configurando centenas de paths indecentes para algum software funcionar. Nós temos clientes querendo saber quando o projeto vai ficar pronto. E muitos de vocês não recebem enquanto não entregam a coisa funcionando.

Não me entenda mal, eu já fui aquele escovador de bits que programava em Assembler numa tela de UNix e Dos.

Hoje em dia voçê não ganha dinheiro se não for rápido, ou pelo menos vai ficando complicado sobreviver.




    Eu faço uma pequena comparação com outros ambientes como o QT Designer, o Embarcadero C++ Builder, Microsoft visual Studio 2019 que é disparado a melhor ide já produzida junto com as IDEs da Borland agora Embarcadero responsável pelo Delphi e C++ Builder.


    Eu sei elas não são para microcontroladores, mas são um exemplo de arquitetura que aceleram muito o desenvolvimento. Se eu gastar 2 meses para fazer algo em PHP ou Python eu gasto 2 semanas em C#.


    Um recurso que existe também e muito importante é o DEBUG. Se trata do GDB aquele que cujo avô era o DB que eu usava em 1994 ele sobreviveu porque se tornou open e porque ninguém estava disposto a reescreve-lo.

    Até o momento existem poucos detalhes sobre o Debug, mas sabemos que é necessário usar JTAG ou JLink.

    De certa forma as plataformas proprietárias como da Microchip e Atmel usavam cada um seu próprio esquema de debug, que trocando em miúdos é uma forma dupla de comunicação duas seriais trocando dados do registrador do microcontrolador o tempo todo e para nossa felicidade relacionando com a parte do códico fonte a que se refere aquele trecho.

    Mas entenda uma coisa, debug no PC é muito mais fácil que debugar um microcontrolador que não raro pode ser frustranto pela falta de recursos dado a simplicidade dos chips.


    Na fase alpha ele se chamava Arduino IDE Pro e com esse nome ele tinha muito mais semelhança com o Visual Studio Code. Agora eles mudaram e voltaram a para ua aparência que lembra mais a interface do Arduino 1.8 .
    Eu concordo com eles pois o foco do Arduino é o pessoal que não é necessariamente programador ou engenheiro. Contudo o fato é que o mundo Arduino tem se movido rapidamente para o universo profissional. A maior vantagem do Arduino é possuir uma comunidade gigante que desenvolve Libs e software que fica imediatamente disponível.
    Com esse Arduino 2.0 eu compilei os AVR , STM32 mais especificamente a versão Discovery STM32F746RG NUCLEO 64. Compilei também o ESP32.
    Acho que usarmos o Arduino 2.0 é uma forma de ajudar o pessoal a detectar bugs e melhorar o software.
    Se vocês olharem o código fonte do Arduino, dá para perceber que abandonaram o Java e passaram a usar Golang, trazendo um gonho de velocidade para chamadas internas ao sistema. É possível notar isso no https://github.com/arduino/arduino-cli/blob/master/client_example/main.go

    Faz um tempo minha intuição foi se movendo para Golang pois eu sempre percebi as fragilidades do Java tanto em performance quanto segurança. Alem de ser uma linguagem burocrática e verbosa.

        Forte Abraço do Fernando K.

DOWNLOAD DOS ARQUIVOS

PDF

Postar um comentário

0 Comentários