banner

Como criar produtos com Arduino IDE e ESP8266




Pessoal, hoje, além de falar sobre a criação de produtos com Arduino IDE e ESP8266, trago para vocês uma comparação do ESP8266 com o ESP8285. Vamos comparar os SoCs ESP8266EX e ESP8285 e vou te indiciar em que casos você deve usar um ou outro. Vou ainda demonstrar os circuitos de gravação de uma placa baseada no ESP8285 (ESP M-3).






RECURSOS USADOS

·         Conversor USB/RS232-3V3 (qualquer um, tomando o cuidado com o ajuste da tensão para 3V3.
·         Placa ESP-M3, usando módulo ESP8285.






COMPARAÇÃO

Distribuição dos pinos

·         O encapsulamento de ambos os SoCs ESP8285 e ESP8266EX é o QFN de 32 pinos (5mm x 5mm).




Datasheet da Espressif – 08/2019




Memória SRAM

  • Uma das diferenças que encontramos nos dois SoCs é a memória SRAM disponível para usuário quando em modo STATION e conectada a um roteador: No ESP8285 é menor que 75kB...

  • ... E no ESP8266 é menor que 50kB. Isso depende também da versão do SDK utilizado. (fonte: datasheets Espressif)



Memória FLASH

  • Ainda sobre a memória, o ESP8285 possui uma memória FLASH SPI embutida no SoC, a qual pode ter tamanho variável , dependendo do modelo;



  • Já o ESP8266 utiliza uma memória flash externa e suporta até 16MB (teóricos).




Temperatura de Operação

  • Note que a temperatura de operação apresentada no datasheet do ESP8285 varia com o modelo, isso se deve possivelmente aos limites da memória embutida.

  • Enquanto isso, o ESP8266 possui uma faixa diferente para sua temperatura de operação. Mas uma atenção extra deve ser tomada, uma vez que utilizamos um chip para a memória flash externa e este por sua vez tem sua própria faixa de temperatura para operação.


Temperatura de operação de mémorias Flash SPI da WinBond
(fonte:
https://www.winbond.com/hq/product/code-storage-flash-memory/serial-nor-flash/?__locale=en)




Digital/IO Power Suply (pinos 7 e 11 dos SoCs)

  • Outra diferença entre os SoCs, está na faixa de tensão admitida para alimentação interna dos pinos de IO que para o ESP8285 é de:

  • Para o ESP8266EX é de:





Cuidados na inicialização

  • Os dois SoCs requerem os mesmos cuidados com o estado de alguns pinos durante o processo de inicialização. A única diferença é que o ESP8285 já possui uma memória flash embutida, e esta utiliza os pinos SDIO_CMD, SDIO_CLK, SDIO_DATA e SDIO_DATA1, para comunicação:

  • No caso do ESP8266EX esse cuidado só será necessário se uma flash externa estiver sendo utilizada:



Consumo de potência do RF

Podemos observar diferenças também na potência consumida pelo RF:


Isso se deve a diferenças entre os rádios, construtivas ou de ajuste,mas que podem ser observadas também nas diferentes características apresentadas pelos rádios. Observe na página seguinte.



Diferenças nas características dos rádios WiFi

Nestas tabelas podemos visualizar que muitas características dos rádios diferem. Algumas de forma irrelevante, outras de forma mais destacada. Caberá uma avaliação da importância destas diferenças caso a aplicação tenha limites críticos quanto ao WiFi.




Comparando módulos ESP-M2 e ESP01

Exemplo de um módulo baseado no ESP8285, o ESP-M2 com 1MB de Flash, da Sparkfun.

Note a ausência do chip externo de memória flash


Aqui o ESP01, utilizando um ESP8266EX e uma memória flash Puya 25Q80 de 8M-bit. (1MB aproximadamente)

Note que a temperatura de operação deste chip é compatível com o dos ESP8266



MONTAGEM

Gravando o ESP-M3

Como exemplo vamos demonstrar a gravação do ESP-M3, segue abaixo sua pinagem.



Procedimento e cuidados na gravação.





CÓDIGO

Exemplo

Blink
void setup() 
{
   pinMode(2, OUTPUT);
}
void loop() 
{
   digitalWrite(2, HIGH); // turn the LED on (HIGH is the voltage level)
   delay(500); // wait for a second
   digitalWrite(2, LOW); // turn the LED off by making the voltage LOW
   delay(500); // wait for a second
}










Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.