banner

Ir para o Forum

Instalação portable do Arduino IDE



A instalação portátil da Arduino IDE. Hoje vou te apresentar essa opção que pode ser um alívio para os programadores. É bastante simples e te permite ter vários ambientes distintos. Vamos criar um projeto com dois ambientes distintos da IDE Arduino.





Para quem já instalou Arduino IDE

(Instalação tradicional)


Para quem já tem uma instalação do IDE Arduino, fica fácil perceber que a utilização de várias pastas para armazenar bibliotecas, sketchs, cores e etc, pode ser um transtorno. Isso porque com o passar do tempo podemos acabar perdendo o controle sobre versões e localizações de arquivo. Claro. Nada tão grave que não possa ser remediado. Por isso vamos apresentar mais uma possibilidade de organização do IDE Arduino. Se você já possui uma instalação padrão, esse exemplo não deverá alterar nada nela. Mas sempre que for experimentar algo, aconselhamos realizar uma cópia de segurança dos arquivos que julgar importantes.



Por que usar uma instalação portátil do IDE Arduino?

·         É muito comum que, depois de várias experimentações, sua instalação local do IDE Arduino esteja repleta de bibliotecas, sketches. Até aí, tudo bem, pois mantendo uma disciplina podemos manter ordem onde aparentemente reina o caos.
·         Mas, o fato é que, em muitos casos, devido a fatores diversos, podemos perder o controle sobre o que está instalado, qual versão de biblioteca estamos usando para um aplicação. E, mesmo com a evolução do sistema de gerenciamento de placas e bibliotecas do IDE Arduino, é bastante comum ouvir dúvidas sobre problemas causados por conflitos de versões de bibliotecas, inclusive sobre suas localizações.
·         Para, além disto, a instalação portátil ainda poderia ser útil na replicação de ambientes para cursos ou workshops, para locais onde não há internet disponível,  ou mesmo para aqueles que desejam carregar consigo seu próprio ambiente conhecido e confiável.




Como proceder?

·         Outro fator interessante é que a configuração de um ambiente portátil é bastante simples, o que contribui para sua utilização.
·         Vamos demonstrar aqui sua criação para Windows, que é praticamente o mesmo para o Linux.
·         Para mais detalhes sobre o processo ou outros sistemas operacionais, você pode consultar a página oficial do Arduino:






Fazendo o download...

·         A primeira coisa a fazer é baixar o IDE Arduino para seu sistema operacional. Podemos fazer isso acessando a página oficial do Arduino:

·         Uma vez na página, vamos acessar: SOFTWARE > DOWNLOADS


·         Em DOWNLOADS, vamos selecionar a opção Windows ZIP file for non admin install.
·         Caso seu sistema operacional seja outro, procure pelo mais adequado.


·         Na página de DOWNLOAD, podemos optar por APENAS FAZER O DOWNLOAD ou FAZER O DOWNLOAD E UMA CONTRIBUIÇÃO. Selecione a que achar mais conveniente ao seu caso.


·         Uma vez concluído o download, podemos selecioná-lo e copiá-lo para o local em que desejamos criar nossa instalação portátil (seja um pen-drive ou mesmo uma pasta local).
·         Podemos encontrar o arquivo baixado na pasta downloads do Windows. Podemos copiá-lo solicitando “Mostrar na pasta” ou simplesmente arrastando-o para o local de destino.





Descompactando...

·         Para este exemplo, criamos uma pasta chamada local “Instalação portátil do Arduino IDE”. Nela, copiamos o arquivo ZIP, baixado da página do Arduino.

·         Agora, descompactamos a pasta. . .esta é a pasta com a instalação do IDE Arduino.





Criando a pasta “portable”...

·         Acessando a pasta de instalação do IDE Arduino, vamos criar uma nova pasta chamada “portable”.
·         É muito importante que o nome e a estrutura de pastas estejam corretos, pois o IDE Arduino irá automaticamente guardar todos os seus esboços, preferências, bibliotecas e núcleos adicionais nesta pasta.
·         Para utilizar o IDE Arduino, execute o aplicativo arduino.exe.


·         Podemos agora mover a pasta “Instalação portátil do Arduino IDE” para onde desejarmos porque todos os recursos necessários estarão disponíveis.
·         Ao executar pela primeira vez arduino.exe, a pasta sketchbook e um arquivo (preferences.txt), com as preferências são criados dentro da pasta portable.
·         Qualquer outra adição, como núcleos, mudanças nas preferências, e etc, apareceram aqui.
·         Podemos então manter outras pastas portables, ou...





Criando outras instalações...

·         Podemos criar outras instalações do IDE Arduino, caso seja necessário.
·         A vantagem desta forma é que podemos ter dois (ou mais) aplicativos arduino.exe com configurações independentes rodando ao mesmo tempo.
·         Aqui, copiamos toda a pasta arduino-1.8.8 e renomeamos para arduino-1.8.8 – Para ESP32.
·         Isso porque vamos deixar uma instalação limpa e uma instalação somente para o core ESP32, como exemplo.





Instalando o ESP32 na segunda instalação do IDE...

·         Vamos executar a instalação do core ESP32. Para isso, acessamos a pasta arduino-1.8.8 – Para ESP32 e executamos o arduino.exe.
·         Depois realizamos o processo de instalação do core, já descrito no canal.
·         Vamos também aproveitar para fazer algumas alterações nas preferências do IDE.



·         Depois da instalação do core ESP32, veremos que na pasta portable da segunda instalação, temos uma pasta packages, onde está contido o núcleo para o ESP32, e uma pasta staging, bem como outros arquivos de gerenciamento dos pacotes.
·         Enquanto que na primeira instalação, temos somente os arquivos de gerenciamento dos pacotes, mas nenhuma pasta packages nem staging.





Comparando as duas execuções...








E em uma instalação local (tradicional)

·         Em uma instalação local, os arquivos usados pelo Ide Arduino podem aparecer distribuídos em várias pastas.




Faça o download dos arquivos:

PDF





Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.